Suspiros de café: leveza, crocância e sabor marcante

 

Suspiros de café: leveza, crocância e sabor marcante

Suspiros de café da mestra Toninha. Uma combinação perfeita: A leveza das claras doces com a força do café. Receita muito simples e fácil de fazer. Experimente!





Suspiros de café da mestra Toninha. Uma combinação perfeita: A leveza das claras doces com a força do café. Receita muito simples e fácil de fazer. Experimente!

Fazenda Pedra Negra

Visitando o sul de Minas, uma parada obrigatória, para quem aprecia a gastronomia e gosta de uma boa prosa, é na Fazenda Pedra Negra, que fica na estrada que liga Varginha a Três Pontas.

Além de um museu do café, vale conhecer a linda fazenda histórica, que preserva relíquias na sua bela sede, e você ainda pode se hospedar por lá.

E é claro, a grande atração é a cozinha de onde saem as deliciosas quitandas preparadas pela proprietária Isaura e por sua quitandeira Toninha.

Experimente uma das receitas produzidas e servidas na fazenda.

Suspiros de Café


Da Série Quintais e Quitandas de Minas Gerais*

Ingredientes:

– 5 xícaras (café) de açúcar refinado

– 1 xícara e meia de claras

– 1 colher (sopa) de café solúvel

Modo de Preparo:

Bater a clara e o açúcar na batedeira por 10 minutos, na velocidade máxima. Pôr o café solúvel e deixar bater até dissolver. Pingar o suspiro em um tabuleiro untado e levá-lo, por 20 minutos, ao forno pré-aquecido, na temperatura de 150 graus, até secar.

*Receita fornecida por Antonia Pereira Braga, de Três Pontas para o Projeto Sabores de Minas

Com tempero de prosa


Tão gostoso quanto apreciar os sabores e aromas da Fazenda Pedra Negra é conhecer Antônia Pereira Braga, a Toninha. É no “centro da prosa”, ou melhor, na cozinha, que ela é rainha. Quem se senta para tomar um cafezinho passado na hora acaba ficando mais um pouco, pois o bom humor e a boa conversa são sua especialidade. “Sou cozinheira desde os 10 anos. Minha mãe ia trabalhar e eu fazia comida para meus irmãos.

Eles começaram a preferir meus pratos aos de minha mãe”, conta. Como naquela época Toninha não gostava de cozinhar, começou a pôr pimenta em todos as receitas, mas o tiro saiu pela culatra. “Quanto mais eu apimentava, mais meus irmãos gostavam”, brinca. E Toninha virou mesmo cozinheira de mão cheia, disputada em Três Pontas. Quando comanda o fogão da Fazenda Pedra Negra, pode-se saber, é dia de suspiro de café.

“Aprendi a fazer o doce com a Isaura, dona das terras, e nunca esqueci. Sempre que posso, faço como sobremesa”, diz. Impossível não se render à tentação. O quitute mistura o sabor leve das claras e do açúcar ao gosto marcante do café. O resultado é uma comilança sem fim que, regada a um cafezinho passado na hora, não tem comparação. Além do suspiro, Toninha faz pudim de café e muitas outras quitandas.

Preciosidades que só se degusta nas terras ricas da Fazenda Pedra Negra, uma viagem no tempo para quem quer aromas, sabores, histórias e gosto de saudade.

Fonte: Suspiros de café: leveza, crocância e sabor marcante - Territórios Gastronômicos (uai.com.br)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça Todos os Tipos de Grãos de Café

Conheça Todos os Tipos de Grãos de Café

11 Simpatias com café para afastar o mal e trazer um amor próspero