Veja o que conta nosso parceiro o produtor Sergio Meirelles sobre sua história de vida sempre ligada ao café


Veja o que conta nosso parceiro o produtor Sergio Meirelles sobre sua história de vida sempre ligada ao café



Dediquei mais de 40 anos dela ao desenvolvimento dessa bebida, sempre pensando em como poderia ajudar o mercado cafeeiro a se desenvolver e inovar.
E se existe uma coisa que não mudou, em todos esses anos trabalhando com café, foi minha vontade de aprender.
Nasci em 1960, na cidade de São Gonçalo do Sapucaí, no sul de Minas Gerais, mas logo me mudei com minha família, pois meu pai tinha o objetivo de plantar café e encontrou no Norte do Paraná uma região ideal para o plantio.
Em 1962, uma grande geada atingiu as lavouras produtivas do Paraná e fez com que minha família retornasse ao Sul de Minas. Assim que retornamos, meu pai encontrou outra fazenda para continuar produzindo café.
Depois de algumas colheitas bem sucedidas, mais uma vez a geada nos seguiu, mas não desistimos, tamanha era nossa paixão por esse fruto.
Continuamos a seguir para o norte, como nômades do café, e foi no Vale do Jequitinhonha onde nós (e os cafezais) encontramos um ambiente ideal para produção. Criamos raízes e daqui nunca mais saímos.
Em 1992, montamos uma das primeiras torrefações de café da região, mas foi em 2009 que realmente tudo mudou.
Cedemos uma área da nossa fazenda para que a EPAMIG realizasse testes e desenvolvesse novas variedades de café.
Fiquei impressionado pelo trabalho dos pesquisadores e foi daí que nasceu a minha paixão sobre o desenvolvimento de variedades exóticas e suas características distintas.
Cinco anos depois nascia o Café Varietal, com o propósito de levar cafés especiais das nossas fazendas para todos apreciadores e especialistas de café.
A missão do Varietal é fazer com que os consumidores de cafés especiais saibam distinguir um Catuaí da mesma forma que um apreciador de vinho conhece um Merlot.

Esse é o nosso objetivo: ajudar na transformação e desenvolvimento do mercado do café.

Um abraço.
Serginho. – Criador do Café Varietal https://cafevarietal.com/e Aranãs https://www.cafearanas.com.br/


A fazenda Alvorada é referencia na produção de cafés especiais, contando com uma mão de obra preparada e colheita mecanizada. Além disso, a fazenda vem investindo em pesquisa e desenvolvimento de novas variedade de café em uma parceria com a Epamig (Empresa de pesquisa agropecuária de Minas Gerais), um trabalho que vem rendendo frutos no estudo da cafeicultura. Além disso a fazenda adotou a escola rural da região, incentivando a cultura local com peças teatrais, materiais escolares e computadores, e chegou a construir uma sala nova para atender a um número maior de alunos.

Conheça um pouco mais suas fazendas


Alvorada

Localização: Município de Aricanduva, no Vale do Jequitinhonha.
Estado: Minas Gerais.
Altitude: 1.020 metros
Origem: Cafés da Chapada de Minas.
Localizada no Vale do Jequitinhonha, a fazenda Alvorada é uma referência em cafés especiais na região. Possui uma extensa área para testes de novas variedades e é constantemente visitada por pesquisadores que acompanham os testes de progênies.
Recebeu esse nome devido a bela paisagem do horizonte que vemos ao amanhecer, através das janelas da casa principal, enquanto preparamos o primeiro café do dia.



Capucho

Localização: Município de Aricanduva, no Vale do Jequitinhonha.
Estado: Minas Gerais.
Altitude: 1.100 metros
Origem: Cafés da Chapada de Minas.
Localizada na mesma região da Fazenda Alvorada, a Fazenda Capucho está situada em uma chapada no alto da serra.
É nossa fazenda com maior altitude e uma terra ideal para produção de cafés especiais.
O nome Capucho foi dado em homenagem à região que possui o mesmo nome e também possui diversos outros produtores de café.



Santa Cruz

Localização: Município de São Gonçalo do Sapucaí, no Vale do Sapucaí.
Estado: Minas Gerais.
Altitude: 1.012 metros
Denominação de origem: Cafés da Mantiqueira de Minas.
A fazenda Santa Cruz está localizada a apenas 25 Km da fazenda Santa Rita do Xicão, e, apesar de compartilhar do mesmo clima, a lavoura da Santa Cruz está situada em um terroir (termo francês, que representa vários fatores responsáveis pela interferência na elaboração do vinho) ideal para a produção de cafés especiais.
Nossos cafés são produzidos em uma alta serra rodeada por vegetação nativa. As grandes árvores ajudam a sombrear os cafés, o que contribui para o aumento da doçura dos grãos produzidos lá.



Santa Rita do Xicão

Localização: Município de São Gonçalo do Sapucaí, no Vale do Sapucaí
Estado: Minas Gerais.
Altitude: 956 metros
Denominação de origem: Cafés da Mantiqueira de Minas.
Localizada no Sul de Minas Gerais, apresenta um clima ameno, com dias quentes e noites frias. Uma das características mais marcantes da fazenda é a sua história.

A centenária fazenda carrega uma longa história, no século XIX pertenceu ao Conde D'eu e sua esposa Princesa Isabel, certamente a mulher mais conhecida da família real brasileira, e mais tarde foi vendida para a mineradora francesa Conquista Xicao Gold Mines, na época da corrida do ouro no Sul de Minas Gerais. E apesar de passados mais de 1 século da operação da mineradora, existem ainda marcas desta época, como a casa de máquina, os suportes dos canos e a imensa caixa d'agua onde hoje é um campo de futebol. As catas, onde eram escavadas o ouro, foram recuperadas e hoje é a reserva legal da propriedade.
A fazenda foi adquirida pela família Junqueira Puliti logo após o casamento entre João Roberto Puliti e Daisy Junqueira Puliti, na década de 50, onde havia gado leiteiro e lavouras de café.
Com o falecimento da senhora Daisy na década de 90, o patriarca resolve dividir as terras com os filhos, onde Carmen Lydia Junqueira Puliti Meirelles, além de sua parte, adquire pedaços de terra de seu irmão. Casada com Sérgio Meirelles Filho, produtor de café no nordeste de minas, o casal resolve recuperar e estender a área das lavouras de café na fazenda.
Hoje a fazenda produz um café de alta qualidade e vem investindo em variedades produtivas e resistentes a doenças, para assim diminuir o uso de defensivos agrícolas.



Responsabilidade Ambiental


A produtividade só é positiva se estiver alinhada com a sustentabilidade e preservação da natureza.
Por isso, os cuidados que Sergio tem com o meio ambiente começa antes mesmo da produção.
De suas fazendas, três já possuem o Certifica Minas. Uma garantia de que, em todos os estágios de produção, as regras ambientais e trabalhistas são respeitadas.
Suas áreas de preservação legal são superiores às que são demandadas pelas instituições legais e tomam cuidados extras para proteger as áreas próximas aos rios.
Além disso, em busca da auto sustentabilidade, toda energia que utilizam vem por meio de painéis solares localizados em suas fazendas.







Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

11 Simpatias com café para afastar o mal e trazer um amor próspero

Suspiros de café: leveza, crocância e sabor marcante

Secex: exportações de café em janeiro alcançam 1,255 milhão de sacas